A Ciclus transforma o que poderia se tornar passivo ambiental em ativos com valor agregado
Oficina de Reaproveitamento de Alimentos promove deliciosas lições de sustentabilidade


A Ciclus, em parceria com a ONG SerCidadão, realizou em setembro de 2015 uma Oficina de Reaproveitamento de Alimentos voltada para a comunidade de Coelho Neto. O objetivo da ação foi cumprir o Plano de Mitigação da empresa na região, visando a aproximação da Ciclus com os moradores do entorno da Estação de Transferência de Resíduos (ETR Marechal).

A ação aconteceu no Espaço de Desenvolvimento Infantil Firmino Costa, com duração de quatro horas e participação de XXX interessados em aliar uma vida saudável ao conhecimento de saborosas receitas, utilizando integralmente os alimentos, com foco na preservação ambiental.

A educadora física Milane Santfer iniciou a Oficina, orientando o público sobre a importância da prática da atividade física para uma vida saudável. Os participantes então tiveram uma aula demonstrativa de exercícios que eles mesmos podem realizar em suas casas no dia a dia.

Logo depois houve a tão esperada aula de culinária com o chef de cozinha Rafael Costa, onde os participantes foram convidados a ajudar na preparação de todas as receitas. Rafael ensinou aos alunos a fazer um suco “detox” com beterraba e limão, aproveitando os alimentos em sua totalidade. Também foi apresentada a “falsa” casquinha de siri: uma opção prática, barata e saborosa, com ingredientes como sardinha em lata e repolho. Para finalizar, foi ensinado como realizar um “cookie” de abóbora com gotas de chocolate, com proveito integral do fruto.

Enquanto os alunos esperavam a finalização dos pratos, o chef Rafael palestrou sobre empreendedorismo, incentivando-os a aumentar a renda familiar com a venda de “cookies”, por exemplo.

A Oficina de Reaproveitamento de Alimentos de Coelho Neto foi a segunda realizada pela Ciclus. A primeira aconteceu em dezembro de 2014, no Centro de Educação Ambiental da empresa, em Seropédica, para funcionários e moradores da região. Na ocasião, os participantes aprenderam como reaproveitar as sobras de ceias de Natal e Ano Novo.


voltar