A Ciclus transforma o que poderia se tornar passivo ambiental em ativos com valor agregado
Coleta de óleo vegetal em Piranema beneficia Cooperativa de ex-catadores


O Comitê Comunitário de Piranema, grupo de moradores vizinhos à CTR Rio que se reúnem periodicamente para discutir melhorias para o bairro, decidiu organizar uma ação que visa beneficiar o meio ambiente na região.

"Nós vimos a necessidade de recolher o óleo de cozinha, que quando jogado nas tubulações pode causar prejuízo aos rios, e dar uma destinação melhor para ele", disse Eloína Rodrigues, secretária executiva do Comitê.

Os integrantes buscaram apoio da área de Responsabilidade Socioambiental da Ciclus, e foram orientados a procurar os órgãos competentes para iniciar o projeto, como a Secretaria de Meio Ambiente de Seropédica.

Além disso, a empresa forneceu aulas de Educação Ambiental e Coleta Seletiva aos participantes, entregou galões de armazenamento aos vizinhos (ornamentados por crianças que frequentam as oficinas do Centro de Educação Ambiental da Ciclus), e esteve ao lado de moradores em janeiro, panfletando e apresentando o projeto a cinco ruas do bairro.

Uma bombona para o armazenamento de óleo já se encontra disponível na casa de Dona Eloína (Ecoponto atual do projeto). Com o apoio do Prove/ Inea, que fornece uma van para recolher o material, óleo de cozinha que iria direto para as tubulações agora tem destino certo: a Cooperativa de Ex-Catadores do Lixão de Seropédica, a COOTRASER, apoiada pela Ciclus, que recebe a receita do produto através do programa de Reaproveitamento de Óleos Vegetais do Estado do Rio de Janeiro (PROVE), da Secretaria de Estado de Ambiente.

O trabalho do Comitê não para por aí – a próxima ação planejada é coletar garrafas PET no bairro para reciclagem. Desta vez, o ecoponto será no Clube Piranema, que já prepara uma estrutura para receber os resíduos.


voltar