A Ciclus transforma o que poderia se tornar passivo ambiental em ativos com valor agregado
Comitê apoia Instituto Beneficente de Itaguaí

O Comitê Comunitário de Responsabilidade Socioambiental da Ciclus aprovou o apoio ao Instituto Beneficente Cidadão Feliz, que por meio de atividades culturais e do esporte, trabalha com a inclusão de portadores de necessidades especiais. A definição aconteceu após uma visita de algumas pessoas do Comitê ao Instituto, seguida pela apresentação do projeto por Ivan Charles Fonseca, professor de educação física e coordenador do Cidadão Feliz.

O projeto receberá verba para a realização de suas atividades e aquisição de equipamentos, como geladeira, som para aulas de dança, bolas de futsal, bambolês, berimbau e placas de tatame, dentre outros. Além disso, o projeto também poderá fornecer uma ajuda de custo aos voluntários que atuam no Instituto.

O Cidadão Feliz iniciou suas atividades em fevereiro de 2009 e conta com oito voluntários na equipe: assistente social, psicóloga e professores de diferentes modalidades esportivas. O Instituto atende adultos e crianças a partir de sete anos, sem limite de idade. Hoje, são 65 alunos que contam com o apoio de comerciantes locais e convênios para a realização de algumas aulas. Um deles é com a Cidade das Crianças, parque público localizado no quilômetro um da Rodovia Rio-Santos. O parque disponibiliza um ônibus para transportar os alunos toda sexta-feira para a realização de atividades como natação, futebol e atletismo.

O Instituto Cidadão Feliz é a segunda instituição financiada pelo Comitê em menos de seis meses. Em Julho o Comitê apoiou a OSCIP Casa Luz do Futuro, que atende crianças carentes em Chaperó. O espaço atual de funcionamento do Cidadão Feliz fica localizado na Praça Dom Luis Guanella, 180A, no Centro de Itaguaí.


voltar