A Ciclus transforma o que poderia se tornar passivo ambiental em ativos com valor agregado
Ciclus envolve moradores em pesquisa sobre Coleta seletiva

Desde maio deste ano a Ciclus vem trabalhando em conjunto com as Secretarias Municipais de Seropédica e Itaguaí na construção de um plano de coleta seletiva para os municípios. Em agosto, foi dado mais um importante passo para a criação desse plano: a realização de uma pesquisa com a população local. Durante doze dias pesquisadores percorreram seis bairros: Boa Esperança, Campo Lindo e Incra, em Seropédica, e Monte Serrat, Engenho e Mazomba, em Itaguaí. O principal objetivo é levantar informações e traçar um perfil do lixo produzido na região.



Os dados levantados serão utilizados na produção de um plano de coleta seletiva que será entregue aos municípios de Itaguaí e Seropédica. A participação dos moradores é um importante passo para que o plano fique completo e possa ser desenvolvido e aplicado de acordo com a realidade local.
Ao todo foram entrevistadas 420 pessoas. De casa em casa, os pesquisadores foram recebidos pelos moradores e perceberam o forte apoio da comunidade à implantação da coleta seletiva em seus municípios.

O secretário de Meio Ambiente de Seropédica, Ademar Quintella, acredita que os dados obtidos na pesquisa vão oferecer um direcionamento melhor à implantação da coleta seletiva no município. Além de fazer parte das ações de responsabilidade socioambiental da Ciclus, a elaboração do plano reforça a parceria entre a empresa e as prefeituras municipais. O diretor de desenvolvimento sustentável da secretaria de Meio ambiente de Itaguaí, Claudio Kazuo, também compartilha esta visão positiva: "Acho que essa parceria vai gerar bons frutos e que poderemos seguir de mãos dadas", afirmou.





voltar